caixa de pandora Avatar

8 Notes

[por um mundo menos raso]

O Facebook (e as outras redes sociais também) são um exercício de tolerância e resiliência. É difícil conviver com tantas opiniões declaradas a cada segundo. Com muitas concordo, de algumas discordo. As que me fazem arrepiar de horror corto pela raiz (mas são raras, ainda bem).

Então talvez o meu texto mexa com vocês - e eu espero que mexa a ponto de fazer com que as atitudes se modifiquem.

Não é raro ver por aí quem se queixa de que o mundo está acabando. Eu mesma já afirmei e acredito nisso. O motivo da falta de esperança é que precisamos mudar para que o mundo mude. E muito pouca gente está REALMENTE interessada em mudar. A maioria quer que os outros mudem. Fica fácil quando não se olha para o próprio umbigo.

Como foi que chegamos a isso que vivemos hoje? O caminho foi longo, nada nessa magnitude se constroi em anos. Provavelmente séculos, milênios de “evolução” se passaram para resultados tão devastadores. Independente do tempo, o grande causador de tantas cenas tristes que vemos mundo afora é o egoísmo humano.

Ah, mas eu não sou egoísta!" Será?

Não estou falando do egoísmo que faz esconder um pacote de bolachas que você quer só para si (o que é feio de qualquer maneira), mas de um horizonte muito mais largo que as pessoas parecem não enxergar com clareza.

O mundo é todo interligado. O que acontece na China reverbera nas Américas e vice-versa. Se você tem dúvidas sobre isso precisa estudar melhor a economia global, as transformações ambientais, as revoluções tecnológicas.

Isso quer dizer que tudo aquilo que fazemos tem impacto no futuro. TUDO. Porque eu faço algo, você também faz - e talvez até aqui não tenha muito peso - mas existem outros bilhões de pessoas junto com a gente nesse planeta.

Você joga um chiclete no chão, o seu vizinho joga uma bituca de cigarro, o cara larga o cocô de cachorro na calçada, a dona estaciona em vaga de deficiente - multiplique isso pelo número de habitantes da sua cidade (cada um com o seu “pecado” pessoal) e logo se vê onde iremos chegar. Ou já chegamos.

Mais do que uma questão de educação básica, que poderia resolver boa parte dos problemas acima, o ser humano precisa parar de conjugar tanto os verbos querer e ter. Essa gula insaciável não só nos engorda de maneira doentia, mas nos esvazia daquilo que realmente importa.

Estamos cada vez mais rasos.

Será que você precisa trocar todo ano de carro, celular, guarda-roupa, maquiagem - complete com o que vier à sua mente -? Será que você precisa comprar todos os lançamentos de qualquer coisa que seja? Será que precisa comer carne todos os dias? Será que não pode deixar o carro em casa duas ou três vezes por semana (ou pra sempre)?

O nosso querer constante e sem limites é responsável por milhões de trabalhadores escravos na China para fabricar produtos que poderíamos comprar menos, pelo esgotamento das florestas e da água para criar pastagens para o churrasco sagrado, pelo ar sem qualidade dos mais de 2 carros por família dos brasileiros que não podem se organizar melhor. A lista é praticamente infinita.

Sim, talvez essa mudança não seja tão confortável quanto muitos gostariam. Pode ser um pouco mais suada e apertada do que se deseja. Mas ela precisa vir. E precisa do comprometimento de cada um de nós ao repensarmos nossas atitudes. Não é o que queremos, não é o que teremos. Mas o que precisamos de verdade, o que seremos.

O menos que é mais. Menos coisas, menos lixo, menos maquiagem (em todos os sentidos). Mais doação, mais cuidado, mais amor, mais vida.

16 Notes

hoje eu só queria
que o dia me deixasse ir
Monica March

1 Notes

[conheça o catálogo comemorativo da rede criativa ItsNOON]

Existem muitas coisas que me animam. A arte é uma delas. Quando se democratiza fica melhor ainda. Por isso amo tanto a rede criativa ItsNOON.net, da qual sou colaboradora e divulgadora constante - um lugar onde a criatividade vem aos montes de todos os cantos do Brasil e de que já falei aqui no blog.

Esse livro-catálogo virtual lindo que vocês acessam aí em cima é um trabalho de curadoria feito em cima das criações da rede em 2013. Um apanhado dos trabalhos que chamaram a atenção e que, de certa maneira, representam a boa energia da ItsNOON. Fui escolhida para fazer a curadoria criativa do último capítulo, o que me enche de orgulho.

Dê uma espiada e, se você gosta de arte - pintura, fotografia, ilustração, música etc - e de processos criativos, participe das chamadas. Você exercita sua capacidade criativa de maneiras diferentes e ainda pode descolar uma graninha.

;-)

8 Notes

Always.

Always.

13 Notes

Em saudade não cabe regra.
Monica March

21 Notes

[o facebook e o que ele não conta pra você]

Eu sempre fui uma fã das redes sociais. Elas trouxeram mais rapidez e democracia no compartilhamento de informações. Transformaram os usuários em peças fundamentais em diversos processos políticos/sociais e estão mudando a maneira de fazer história.

Mas também tenho um pouco de medo do monstro que está escondido embaixo das cobertas e que a maioria das pessoas parece ignorar completamente. Em meio a um turbilhão de postagens inocentes e que parecem não ter qualquer importância para outras pessoas, os usuários de redes como o Facebook não percebem que estão, pouco a pouco, deixando seus perfis traçados para empresas que podem fazer o que quiserem com as informações que coletam.

O Facebook, por exemplo, cruza todos os dados de páginas que você gostou ou posts que você curtiu. Ah, você já sabia disso. Ok. Mas talvez você não saiba que a maior rede social do mundo coleta não só que você publica no seu perfil, mas também o que você não publica. Exatamente. Sabe todos aqueles posts que você escreveu e, por qualquer motivo, apagou e esqueceu que existiam. Então. O Facebook não esqueceu. Nenhum deles. E isso vale para comentários também.

Tudo isso junto e misturado e estamos entregando aos cientistas da computação um prato cheio de dados que talvez possam ser usados de formas que não gostaríamos no futuro. Mas não estamos prestando atenção, porque estamos apenas nos divertindo, não estamos?

Ao que parece pode ser uma diversão bastante perigosa. Para entender um pouco melhor, vale assistir ao vídeo do TED que coloco aqui no post.

Teste psicológico sem autorização

Algumas semanas atrás, o mesmo Facebook enfrentou problemas relacionados à violação de privacidade ao conduzir uma pesquisa sem o conhecimento e autorização dos usuários. Por meio da manipulação no fluxo de publicações no feed de posts - fotos, vídeos, links publicados por amigos e vistos na home da rede social - eles descobriram que quanto mais mensagens negativas eram recebidas pelos usuários, mais negativas ficavam suas próprias postagens - o que pode ser usado como ferramenta de influencia política.

Mais complicado é saber que a rede realmente controla o que iremos ver em nossos feeds, selecionando as mensagens que considera importantes. O correto seria publicar todos os posts e deixar ao usuário a escolha do que continuar vendo ou não.

É por essas e outras que estou cada dia mais longe desta rede social. Parece que nunca estive mais certa. Uma pena.

12 Notes

vai de pés descalços
encontrar seu destino, menino.
vai de pés descalços
porque não há atalho
pra quem decidiu
desbravar o mato.
©monicamarch

20 Notes

Não é verdade que se há de cerrar os olhos para sentir o amor.
O amor nos pega é de olhos abertos.
Monica March

2 Notes

[táxi pra todos aqueles que precisam]

São Paulo é uma cidade grande e complicada. Muita gente, pouco transporte público. Pra quem não tem carro, como eu, conseguir um táxi em horários de pico ou quando chove é um verdadeiro desafio: os pontos ficam vazios e as centrais telefônicas nos tratam como se fossemos nós a fazer um favor quando ligamos pra pedir um carro.

Bom, meus amigos, nossos problemas acabaram. Não tenho ideia de quem foi o gênio que criou um aplicativo para celular que cadastra taxistas (sim, eles precisam levar documentos até uma central na cidade onde o serviço é prestado, o que garante a segurança de quem chama o táxi) e os coloca em contato com todos aqueles que se encontram próximos. O aplicativo é o 99taxis e o download é grátis.

Outra funcionalidade legal é que a pessoa que chama o táxi acompanha pelo celular onde o motorista que aceitou o chamado está, por meio de um mapa na tela, dando uma ideia bastante aproximada do tempo que levará para o veículo chegar.

Já usei algumas vezes e a rapidez é alucinante. Nunca mais você irá pensar em usar serviços de centrais telefônicas.

A aprovação não foi somente dos clientes. Conversei com os motoristas dos táxis que me atenderam e todos, sem exceção, aprovaram os apps que viabilizam o contato direto com o cliente (existem outros, mas ainda não testei, quando o fizer volto pra atualizar o post). Eles me contaram que o número de corridas chega a dobrar aos finais de semana por conta do uso do aplicativo, nos dias normais o aumento foi de mais de 40%.

As únicas ressalvas são: 1) quando o lugar não está cadastrado certinho no GPS do app. Mas como o celular do motorista vem junto com a ficha, é possível entrar em contato e explicar exatamente onde se está. Aconteceu comigo quando chamei um táxi no CEAGESP, pois os portões (são vários) não estão cadastrados; 2) se o seu 3G não for dos melhores você precisa estar em algum lugar com wi-fi ou o app não funciona tão bem.

Adoro quando algo ajuda o mundo a ficar mais democrático, a funcionar melhor pra todos. E você, já usou?

image

image

image

image

::::::::

Leia também:

66 Notes

11 Notes

[sombras]

image

Todo mundo tem. Elas normalmente não nos apavoram, mas estão sempre ali, caminhando ao nosso lado. As sombras.

Em alguns momentos de nossa vida, parece que vão tomar o controle e se transformam em monstros que habitam nossos cantos mais secretos. Acendemos as luzes esperançosos de que isso faça com que o medo vá embora.

Mas nem sempre a luz é a resposta. Muitas vezes ela apenas as torna ainda mais fortes. Questão de ângulo, quem sabe? Ou talvez seja apenas o tipo de sabedoria que nos diz que escolher ficar no escuro por algum tempo nos dá a chance de enfraquecer as sombras.

Depois que se acostumam, os olhos passam a enxergar melhor na escuridão. Todos os nossos sentidos se aguçam. Escutamos, cheiramos e sentimos com maior intensidade. Podemos explorar pensamentos, sonhos, entender pesadelos.

As sombras se enfraquecem, porque, no momento em que escolhemos seu campo de batalha, nos tornamos iguais em força.

Como quando se mergulha em águas profundas, saber o que carregam nossas sombras nos liberta para aceitar que tudo tem o seu lado negro. E que a melhor estratégia de combate é conhecê-lo.

Apaguem as luzes.

2 Notes

Potência feminina. Cacá Bordini, linda. (at Estúdio Lâmina)

Potência feminina. Cacá Bordini, linda. (at Estúdio Lâmina)

2 Notes

14 remédios simples e naturais para ficar mais bonita

Existem pequenos “segredos” de especialistas que ajudam a ficar jovem e saudável, prevenir doenças e melhorar mais rápido de enfermidades quando elas aparecem. Tudo muito simples e natural – qualquer pessoa pode se beneficiar. Coloque em prática e observe os resultados!

Leia mais clicando aqui. :)

9 Notes

Sabe amor? Do u know love? #gentedepelos #doglover #dog #ilovemydog #love #divasquecorrem (at Casa De Pandora)

Sabe amor? Do u know love? #gentedepelos #doglover #dog #ilovemydog #love #divasquecorrem (at Casa De Pandora)

18 Notes

Agora é assim:
amar somente
quem amar a mim.
Monica March